Qual a idade das flores?

fonte: https://culturalivre.com/origem_e_evolucao_das_plantas_reino_plantae_classificacao_enem/

As flores são muito antigas? Quando apareceram?

Hoje eu resolvi postar esse texto que fala de maneira bem resumida quando foi que o planeta Terra recebeu esse presente da evolução, as Flores!

As primeiras flores surgiram muito antes do aparecimento do homem na Terra e após o desaparecimento dos grandes dinossauros, os quais nunca, em tempo algum, perseguiram suas presas por entre campos floridos… tampouco comeram margaridas ou dormiram à sombra de um jequitibá (mas em sonhos, na arte, tudo é possível…).

Segundo teoria evolutiva aceita por grande parte dos pesquisadores, a flores surgiram na era do Cretáceo, há 135 – 65 milhões de anos, em um período em que insetos primitivos, parecidos com besouros, comiam e/ou danificavam os óvulos (gametas femininos) que ficavam expostos na estrutura reprodutiva (cones) de extintas gimnospermas.

Com o passar dos milhares de anos foram ocorrendo múltiplas pressões seletivas sobre essas plantas e insetos, que levaram ao aparecimento de um órgão capaz de proteger os gametas masculinos e femininos, que eram constantemente devorados, dando origem às FLORES.

sim…. elas não surgiram para enfeitar nossos dias… (mas, enfeitam sim!…)

A flor rosa, no centro, está desmembrada para você entender melhor as partes masculinas e femininas que a compõe (no caso da flor que tem os dois sexos, hermofradita).

A parte da direita, é a estrutura feminina, também conhecida como GINECEU. É composta de ovário (onde ficam os óvulos), de uma parte que liga esse ovário à superfície, chamada estilete e de uma porção terminal, chamada de estigma.

À Esquerda você tem a parte masculina da flor, composta pelas anteras, onde são produzidos os grãos de pólen, que guardam em seu interior o gameta masculino. As anteras se prendem ao resto da flor por uma haste, que se chama filete. A toda a parte masculina damos o nome de ANDROCEU.

Mas o que é, então, POLINIZAÇÃO?

A polinização é o nome que se dá à transferência do grão de pólen das anteras para o estigma, da parte feminina da flor.

E quem realiza a polinização? 🤨

Nossa, como o post ficou enorme😮 … falarei no próximo… aguarde.😘

Publicado por Dra Alexandra Gobatto

Bióloga, especialista em ecologia da polinização.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: