Lantana

Lantana camara L. (Verbenaceae)

Fonte: https://www.sitiodamata.com.br/lantana

Conhecida como lantana, cambará, camará, camaradinha, ou, simplesmente,

planta arco-íris!

Arbusto muito ornamental e usado no paisagismo, sendo comum encontrá-lo ladeando caminhos, enfeitando espaços criados para o bem-estar.

Fonte: https://nofigueiredo.com.br/como-cultivar-lantana-camara-e-de-montevideu/.

Originária das Américas, a lantana tem distribuição cosmopolita, ou seja, ocorre em todos os continentes.

As flores multicores atraem muitas espécies de borboletas.

Fonte: http://www.unirio.br/ccbs/ibio/herbariohuni/lantana-camara-l

As flores são tubulares, ou seja, têm forma de pequenos funis, por onde as borboletas inserem sua probócide para sugar o néctar, de canudinho.

As flores são formadas em inflorescências, que lembram buquês naturais.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
foto de Sandra Zorat Cordeiro http://www.unirio.br/ccbs/ibio/herbariohuni/lantana-camara-l

Devido as flores atraírem e serem polinizadas por borboletas, damos o nome de

flores psicófilas.

Elas abrem as pétalas durante o dia e suas cores se destacam do verde da mata. As borboletas não sentem o odor, então as flores não são cheirosas, mas as cores vivas guiam, atraem as borboletas que têm boa visão e buscam o néctar secretado no interior das flores.

Principais borboletas polinizadoras:

Urbannus sp

fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Urbanus_(g%C3%AAnero)

Heliconius spp

Phanus vitreus

Fonte: https://www.neotropicalbutterflies.com/Site%20Revision/Pages/SkipperPages/Skippers_Pyrginae_Group8/Skippers_Pyrginae_Group8_Pages/Phanus_vitreus.html





Phaebis philea philea
 
Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:(Phoebis_philea_philea).jpg

Apesar de arbustos muito lindos, em alguns países há um alerta sobre a espécie porque em alguns cultivos essas plantas acabam invadindo, de difícil contenção, funcionando como espécie invasora.

Saiba mais:

CÉZAR, K.F.S. 2016. Interação entre borboletas (Insecta: Lepidoptera: Hesperioidea e Papilionoidea) e flores na polinização de Lantana camara L. (Verbenaceae) no período de 9maior e menor precipitação em um fragmento florestal urbano amazônico. Dissertação apresentada ao Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia como parte dos requisitos para obtenção do título de Mestre em Ciências Biológicas (Entomologia). Manaus, Am. 75p.999

Publicado por Alexandra Gobatto

Bióloga, Doutora em Ecologia da Polinização e Biologia Reprodutiva.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: